Depilação


Hoje vamos falar sobre depilação! Pra quem acha que só a pouco tempo é difundida a depilação, está muito enganada. Há registros na história que no ano de 1.500 a.C. os homens já tinham o costume de se depilar com uma mistura muito estranha, feita com sangue de animais, gordura de hipopótamo, carcaça de tatrtaruga e trisulfeto de antimônio. Cleópatra se depilava com faixas de tecidos finos embanhados em cera quente. No ano de 2.000 a. C. as mulheres arracavam os pêlos com as mãos ou queimavam com cinzas quentes sobre a pele.

O primeiro instrumento usado na depilação data do tempo da Grécia antiga e chamava-se Estrigil, instrumento posteriormente adotado pelas mulheres romanas, que consistia numa varinha de 16 a 30 centímetros de comprimento com a ponta curva. As mulheres passavam no corpo uma pasta à base de vegetais, cinzas e a argila, raspando posteriormente a pele com o Estrigil.

(estrigil)


Os egípcios foram, por seu turno, os primeiros a utilizar o extracto de sândalo, a argila e a cera de abelhas, ingredientes que dariam origem à depilação com cera quente tão em voga entre nós.
É no século XX, porém, que a depilação se torna uma questão de higiene, bom gosto e elegância.

Nos anos 20 e 30, a depilação era apenas feita nas pernas, enquanto a zona púbica não era delineada, nem tão pouco as axilas. No início da segunda metade do século, a depilação das axilas é a grande conquista, generalizando-se a prática da depilação.

Apenas as mulheres naturistas mantém tudo ao natural. Nas duas últimas décadas, a adesão passa a ser total, sendo a depilação feita em quase todas as partes do corpo e agora até os homens estão aderindo!!!


Vamos então conhecer os métodos depilatórios???

Lâmina: é a mais conhecida e usada e não causa dor. Usada praticamente em quase todas as partes do corpo, não é indicada para a virilha por ser uma parte muito sensivel, sendo melhor recomendado a depilação com cera quente. Deve-se evitar de passar o aparelho sobre a pele lesionada e para ter um melhor reaproveitamento na hora da depilação a preferência é que seja durante o banho quente e seja utilizado um creme em vez de sabonete para que as lâminas deslizem melhor na pele.



Loções ou cremes depilatórios: se você optar por se depilar com loções ou cremes deve-se fazer sempre o teste no antebraço para ter certeza de que não é alérgica. O teste é o mesmo da maioria das químicas: passe no antebraço, aguarde o tempo limite (geralmente é 8 minutos), lave e aguarde 24 horas. Se não coçar e nem irritar vá em frente! Quando passar o creme não friccione a pele, principalmente na hora de tirar porque a pele pode ficar irritada. E depois da depilação, capriche na hidratação da pele porque fica áspera e ressecada por causa do depilatório.



Ceras - há diversas: a fria, a rollon e a quente. A melhor indicação é a quente por causa da temperatura que dilata os poros facilitando a saída dos pêlos (enquanto a fria faz muitos pêlos se encravarem), causando menos dor e desconforto. É uma opção mais durável porque os pêlos voltam a nascer de 15 a 20 dias depois e nascem mais enfraquecidos e finos.



Eletrólise: é um método já bastante antigo, e tem como objetivo destruir as células regenerativas com a introdução de uma agulha que descarrega um choque elétrico. Atinge primeiramente o bulbo e depois a glândula, assim vai diminuindo a espessura dos pêlos aos poucos até à sua extinção. Este método pode provocar manchas em peles sensíveis, razão pela qual deve-se procurar sempre um profissional. Este método é muito doloroso e incomodo, sendo extremamente lento, mas resulta numa opção interessante.



Depiladores elétricos: podemos encontrar duas versões, a que apenas corta rente a pele e a que arranca pela raíz. Tem a praticidade de carregar aonde quer que você vá.


Laser - posso dizer que é meu sonho de consumo. O laser aquece o folículo (a raiz do pêlo) a 100ºC, tornando-os muito enfraquecidos e com o tempo (e as sessões), muitos não voltam mais a nascer. É garantido 80% de pêlos que não voltam mais a nascer, dependendo da região que você depila, precisa de um número x de sessões. Exemplo: se você optar por axilas, vai precisar de 4 a 6 sessões e fazer uma manutenção a cada 4 anos. Se optar total (buço, queixo, pernas, axilas, virilha, ânus) poderá levar um ano. É um método dolorido que só pode ser feito por um dermatologista e existe alguns laser que pessoas negras não podem pelo perigo de manchar a pele.



E aí, vocês tem dúvidas??? Se tiverem perguntem, que a depiladora by Instituto Embelleze sanará todas as duvidas na tag "Pergunte a Madame Jac Bagis". Bjs...

Jac Bagis

7 comentários:

  1. Como sempre adoreiiiiiiiii!!!!!

    vc é maravilhsa com suas dicas.
    Para depilar as pernas uso o creme da Avon Skin So Soft,passa deixa agir por dois minutos e passam uma toalha úmida ai sei toods os pelos é uma maravilha.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Meu sonho de consumo é laser tbm.... mais por enquato é so cera mesmo....Bjihos

    ResponderExcluir
  3. Minha cunhada que é médica não recomenda depilação a laser, pois pode causar problemas na pele no futuro.

    ResponderExcluir
  4. Cada um tem sua maneira de preferência!
    Eu alterno entre o elétrico e a lâmina! rs.

    ResponderExcluir
  5. Cera eu nunca fiz uso, embora tenha como fazer em casa mesmo tipo esse novo veet [cera quente], tenho receio e p/ fzr em salão tem o risco da cera ser reaproveitada =/.
    A lâmina é a melhor escolha para o momento que se tem pressa, por ser + rápido e cômodo! rs.

    ResponderExcluir