ROUPAS DE SEGUNDA MÃO PODEM CAUSAR SARNA E GONORRÉIA



Nos últimos anos, comprar roupa em brechós se tornou uma febre nos mundo dos fashionistas e de quem não quer pagar muito caro na hora de renovar o guarda-roupa. Imagina comprar uma peça Dior por menos da metade do preço que ela vale? Uma delícia, não é mesmo? Mas, nada é perfeito. De acordo com o Instituto Mexicano de Seguro Social (IMSS) o uso das roupas de segunda mão pode acarretar problemas sérios à saúde.
De acordo com o comunicado divulgado pelo IMSS, as roupas de brechó oriundas de outros países ou achadas no lixo, necrotério, em asilos e cemitérios, podem provocar doenças como a dermatite, sarna e gonorréia com o contato direto com o corpo. O órgão alerta para a existência de ácaros, piolhos, produtos químicos e bactérias no caso das roupas íntimas.
Há quem diga que ao adquirir roupas em brechós está vestindo memória, mas é preciso estar atento ao que se compra, principalmente se está comprando roupas infantis. Uma dica para continuar comprando nesses locais é saber a procedência de cada peça. Após a compra, a melhor dica é lavar com sabão e água cada roupa, sapato ou bolsa. Para os donos das lojas de segunda mão, atenção! Lavem, dobrem e organizem bem as peças que serão colocadas à venda.
O comprador precisa ter a mesma preocupação com as roupas compradas nos brechós virtuais. Nada mais comum, hoje em dia, do que vender peças através da internet.  Afinal, não há consumidor feliz após uma compra mal feita e, pior, doente.

Fonte: SuaDieta



Jac Bagis

Um comentário:

  1. Que horror,agora convenhamos,roupa intima usada não se compra !!!!

    ResponderExcluir