6 tipos de ex-namorados

Eu li esse artigo na Revista Galileu e trouxe aqui para o blog. Afinal, será que você se encaixa em algum desses perfis ou tem um ex assim? Comente!
O fim de um namoro transforma as pessoas. Às vezes pro mal, às vezes pro bem, mas...convenhamos: pelo menos no começo não é raro que a gente se olhe no espelho e tome um susto. Ficamos paranóicos, ciumentos, desesperados, largados e mais um monte de outros adjetivos pouco lisonjeiros e, no final das contas, também inúteis, já que a vida segue e o mundo está cheio de coisas – e pessoas – interessantes pra conhecer.
Confira essa lista pra ver os 6 tipos de "personagens” mais comuns que aparecem logo após um pé na bunda. E entenda a melhor forma de fugir deles e voltar a ser você mesmo.
O forçador de barra
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799933,00.jpg
O namoro terminou ontem, mas o status dele no Facebook vem sendo atualizado com uma frequência anormal desde a última noite, em que ele fez questão de alardear para seus 654 amigos estava indo pra balada. Depois fez questão de postar como a festa tinha sido boa. E de como ele está bem sozinho - fato comprovado por fotos e mais fotos recheadas de amigos abraçados e sorrisos que não deixam dúvidas: nossa, meu Deus, essa pessoa está feliz.
Pois é. Como você – e a parcela mais inteligente dos 654 amigos dele – pode imaginar, essa pessoa provavelmente está acabada, sem ver graça na vida e encontrou nas redes sociais a maneira perfeita de esconder isso. Todo mundo parece mais feliz no Facebook, para o Forçador de Barra, basta parecer mais feliz que a ex. Dica: aproveite as redes sociais para entrar em contato com possíveis novos romances. Em vez de se gabar de uma alegria que não existe, tente encontrar alternativas de torná-la real.
Boca de Veneno
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799934,00.jpg
De repente, depois de 4 anos convivendo, trocando ideias, fazendo planos e dando risadas junto, o ex virou a pior pessoa do mundo. Você nunca gostou dele, ele nunca foi tão bom naquilo que você sempre elogiava, ele “tinha mais defeitos que qualidades e, quer saber? Era uma pessoa mesquinha, não sei como fiquei tanto tempo do lado desse imbecil”. Se o namoro ainda tivesse de pé, todas essas opiniões sequer viriam à tona, até porque a pessoa nem sempre acha isso mesmo. Apenas criou essa versão demonizada do ex para se sentir mais embasada de argumentos para não voltar atrás.
Dica: em vez de vasculhar por defeitos duvidosos, mergulhe nas qualidades do seu ex. Ter namorado uma pessoa gente fina é motivo de orgulho e, muito provavelmente, faz de você uma pessoa de bem também.
Chorão
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799931,00.jpg
Junto com sua namorada, foi embora também a razão de existir. Não que tudo seja chato sem ela, é pior: parece que as coisas que ela gostava ganharam o dom da onipresença. O toque de celular dela está em todo lugar. A música que ela gosta toca não para de aparecer na sua timeline do Facebook, até o perfume que ela usava, veja só, parece que começou a ser usado por todo mundo que mora e trabalha perto de você.
Dica: esse personagem é o mais difícil de dar conselhos – até porque ele é o menos propenso a ouvi-los. De qualquer forma, aí vai: amigo, toma um banho, troca essa roupa mulambenta e vai pra rua. A vida é ótima e, só de você conseguir ler esse texto, já deveria estar comemorando. Como punição, toma essa pílula de auto-ajuda: depressão é raiva sem disposição.
Detrator do sexo alheio
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799932,00.jpg
Também conhecido como A(O) Pseudo Potencial Homossexual Provisório, essa ex-namorada passa a difamar todos os representantes do sexo masculino assim que o namoro acaba. Evidente que é algo passageiro, ela voltará a se relacionar com homens em bem pouco tempo, mas enquanto isso ela fará questão de anunciar que “são todos uns babacas, ponto final.”
Dica: tem muito homem babaca, tem muita mulher babaca. Mas tenha uma certeza: a Humanidade é composta, basicamente, de pessoas boas. Não que você tenha que ficar paranoico atrás delas, isso só te deixará mais estressado, mas, uma vez que essa certeza está repousada confortavelmente no canto mais sereno da sua consciência, tudo fica mais fácil. Inclusive admirar o sexo oposto.
Amigão da galera
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799930,00.jpg
O sujeito não deu a cara por 2 anos e meio (duração exata de seu namoro) e agora quer recuperar o tempo perdido com a turma. É claro que todos os seus amigos acharam ruim o sumiço dele, mas ele parece não se importar: a principal característica desse personagem é o cinismo, que o faz acreditar que tudo sempre ocorreu da maneira mais natural possível e que ele nem se distanciou tanto assim.
Dica: se você já representou ou está representando esse personagem, troque o cinismo pela humildade e chegue devagarinho. Tenha consciência que há um ressentimento no ar e não fique falando da ex o tempo todo. Contar com os amigos vai ser bom não só pra retomar velhas amizades, mas também pra voltar a rotina de solteiro .
Louco
http://revistagalileu.globo.com/Revista/Galileu2/foto/0,,69799928,00.jpg
Desprovido momentaneamente de raciocínio lógico, o Louco cria a sua própria ética e suas próprias leis que, segundo ele próprio e mais ninguém, fazem todo o sentido do mundo. A ex não respondeu o sms? Já está com outro. Visualizou sua mensagem no chat do Facebook e ignorou solenemente? O cara deve estar do lado dela. Essa linha de pensamento costuma terminar em ações atrapalhadas, assustadoras, ou que beiram a criminalidade. Cansado da morosidade das tentativas virtuais, ele parte para o ataque físico. O Louco é um personagem paranoico por definição e que, a não ser que seu objeto de desejo seja A Louca, jamais conseguirá rearranjar as coisas para que um retorno com ela aconteça.
Dica: O Louco não perderia tempo lendo uma matéria sobre término de namoro, até porque ele está dando F5 constantemente em todas suas redes sociais pra averiguar as manifestações de sua amada. De qualquer forma, se você conhece um deles, tente apresentar uma amiga pro cara, vai. Não custa nada.

Jac Bagis

Nenhum comentário:

Postar um comentário