As tatuagens se popularizaram nos últimos anos e hoje é praticamente impossível encontrar um jovem sem nenhuma marca na pele. Você já pensou em fazer uma (ou outra)?

Se sim, é importante considerar alguns fatores antes de encarar a agulha. O primeiro deles é a sua profissão: infelizmente, nem todos os ambientes aceitam bem os desenhos no corpo. Posições de atendimento ao público e altos cargos estão entre eles.

Outro fator importante é o significado que a tatuagem tem para você. Evite tatuar um desenho que está na moda ou só porque você acha bonito.

Para não ter arrependimentos, a dica é optar por algo que mereça um espaço em sua pele: familiares, momentos importantes, aprendizados que mudaram você, entre outras coisas que fazem seu coração bater mais forte e que você tem certeza que serão eternas.

Vale pensar alguns meses no desenho antes de concretizar o objetivo – você pode mudar de ideia no meio do caminho. Estabeleça um prazo para você e evite tatuar em momentos de grande emoção, quando você estiver triste demais, nervosa demais, feliz demais, etc. Passe por muitos altos e baixos e, se a ideia persistir, vá em frente.

Na hora de escolher o desenho, a dica é pensar antes no significado. Que mensagem você quer passar? Se você tem muitas ideias ou está com dificuldades para definir exatamente o que quer, vale visitar um tatuador e falar sobre suas ideias. Com a experiência, eles podem dar dicas preciosas.

Mas lembre-se: é essencial encontrar um profissional confiável e que esteja alinhado com suas necessidades. Cada tatuador tem um traço e uma especialidade. Pesquise muito antes de se decidir e peça indicações.

Não economize nessa hora: descubra a média de preços e nunca opte por um profissional por que seu preço está muito abaixo dela. Não corra o risco de acabar com um desenho mal feito – ele vai ficar para sempre.

Na hora de tatuar, não hesite em mudar o que quiser. A tatuagem vai estar em sua pele, então, não tenha vergonha de deixá-la do jeito que você imaginou.
Se você se arrepender ou o resultado não ficar bom, existem algumas maneiras de contornar o imprevisto. Uma delas é fazer outra tatuagem em cima, que vai cobrir completamente o desenho antigo.

Se você quiser remover o desenho, existem algumas técnicas eficazes, como o laser. A quantidade de sessões depende do tamanho e da pigmentação da tatuagem, mas os resultados costumam ser bons. No caso de tatuagens com pigmentos profundos – a área pode ficar manchada.


Fonte: POP

Jac Bagis

3 comentários:

  1. Eu gostei muito do blog, ele é super interessante. Quanto ao post: gostei da forma como foi escrito e minha opinião é: não acho que uma marca na pele defina caráter de alguém, mas eu não faria porque sou evangélico e acho errado fazer isso com o Templo (morada) do Espírito Santo que somos nós e também porque, infelizmente, a sociedade não está preparada para encarar certas situações. Uma tatuagem, por exemplo, pode ser motivo de descriminação e até mesmo perdas de oportunidades de trabalho. Até mais! Abraços...

    Senhor dos Ventos

    ResponderExcluir
  2. Realmente há muito preconceito com gente que tem tatuagens porém as vezes quando você vai ver (não a julgar por profissão também) tem até executivo que tem tatuagens, quem saiba até o corpo inteiro..
    Legal o blog.. diigax

    ResponderExcluir
  3. eu não tenho tatuagens mais não
    critico quem tem porque vai de cada
    um.parabéns pelo post.

    ResponderExcluir