Eu e minha paixão pela leitura

 
 
Tenho paixão pela leitura. Gosto de ir para um lugar sossegado, abrir um bom livro e mergulhar nas histórias contidas nele. Muitas vezes me vejo transportada para dentro da história como um dos personagens e às vezes penso que se eu estivesse na pele de um ou de outro se agiria da mesma forma ou diferente. Lembro que meu gosto pela leitura em primeiro lugar foi incentivado pela minha mãe que ao perceber que eu já possuía facilidade em juntar as sílabas e compreender as palavras, me colocava para ler em voz alta vários capítulos da Bíblia. Como sempre eu via gente reclamando que ao ler a Bíblia não entendia ou não gostava das "palavras difíceis", eu sempre gostei das tais palavras difíceis e rebuscadas. Mesmo não tendo muito contato com meu avô, pai de meu pai, as poucas vezes que conversamos ele sempre me pedia para procurar palavras no dicionário e me pedia para ler em voz alta o seu significado e anotar em um caderno as palavras que ele mais gostava; geralmente eram sempre as mesmas: dogma e diabo rsrsrsrsrsrsrs bem, esqueci de salientar que ele era cego e eu uma das poucas pessoas com paciência para seu "disco quebrado".

Quando eu tinha 8 anos meu pai ganhou várias revistas Seleções do Reader's Digest e também uma enorme coleção dos livros Júlia, Sabrina e Bianca. Eu não me lembro para quem foi dado os livros mas me lembro que os que tinham as capas mais bonitas eu peguei e escondi no meio das minhas coisas e passava o tempo lendo as várias matérias dessa revista que me fascinava. E fascina até hoje, vez ou outra compro e aqui em casa todos leem e gostam.

Quando entrei na adolescência e as bonecas já não me encantavam como antes, encontrei os livros que havia "escondido" e passei a ler. Às vezes lia em um dia o Romance inteiro. Muita coisa eu não compreendia e só passei a compreender algum tempo depois. Mas adorava ler as histórias de mulheres sozinhas que em algum verão encontrava alguém "caliente" disposto a lhe dar carinho, atenção, amor e sexo.
 
 

 
Mas de todos os livros que li, tem um que me encanta e fascina sempre: O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. A história de um principezinho que habita em um pequeno planeta na companhia de uma rosa. Ele faz uma viagem a diversos planetas, sendo um desses a Terra. Todos os personagens que interagem com o Pequeno Príncipe representam um tipo de pessoa que existem em qualquer lugar do mundo, pois o ser humano na sua essência é o mesmo e durante toda a leitura do livro podemos constatar sentimentos como o de amor e de amizade. A primeira edição do livro é de 1943 e é o 3º livro mais vendido do mundo. Com  mensagens de otimismo, simplicidade e amor ao nosso planeta.
 
Se você ainda não teve oportunidade de ler, aproveite. É um livro com muita coisa boa a acrescentar às nossas vidas, que nos faz enxergar de maneira diferente o que é essencial às nossas vidas!
 
"O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem."
 
"Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível aos olhos."
 
"Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção."
 
"Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas."
 
"Conhecer não é demonstrar nem explicar, é aceder à visão."
 
E aí, qual é o seu livro predileto? Comente!
 
 
 

Jac Bagis

Nenhum comentário:

Postar um comentário